Instituto TIM

Diferentes fontes para produzir energia elétrica

16/12/2016

Nesta matéria, explicamos que um dos elementos que causam a formação das ondas do mar é a energia transmitida pelo vento. E assim como as ondas surgem por causa da energia, elas também podem gerar energia – nesse caso, a energia elétrica, a mesma que usamos no dia a dia. Aqui no Brasil, a maior parte da energia elétrica é gerada em usinas hidrelétricas. Mas estão sendo testadas novas formas de produzir energia que prejudicam menos o meio ambiente – aproveitar o movimento das ondas é uma delas.

Existem vários métodos para gerar energia a partir das ondas. Um deles foi desenvolvido por uma equipe da Universidade Federal do Rio de Janeiro e testado em uma usina no Porto do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (CE) − a primeira usina da América Latina dedicada a utilizar as ondas como fonte de energia elétrica. Ela funciona assim: as ondas do mar fazem balançar dois equipamentos enormes chamados flutuadores. Ao balançar, eles movimentam braços mecânicos e ativam um sistema que usa um jato de água bem forte para girar uma turbina. Essa turbina aciona um gerador que produz a energia elétrica e a envia para o local de onde será distribuída.

Outra fonte natural que pode ser usada para gerar energia vem de dentro da Terra: é a energia geotérmica. Em regiões próximas a vulcões, as reservas de água que estão bem debaixo da superfície são aquecidas pelo magma (uma massa pastosa e muito quente) e geram vapor. As usinas geotérmicas têm poços para captar esse vapor, que chega com uma pressão bem alta e aciona turbinas e geradores. Depois, esse vapor é transformado em água líquida de novo, que é resfriada e injetada novamente debaixo da terra para virar vapor e continuar o ciclo. Esses métodos não são utilizados no Brasil, mas existem locais com fontes de água quentinha que sai do interior da terra, como Caldas Novas (GO) e Poços de Caldas (MG).

Se as usinas geotérmicas não existem por aqui, a produção de energia elétrica por biomassa está crescendo no país. Biomassa é todo resíduo de origem vegetal ou natural, como o bagaço de cana-de-açúcar, que é bastante utilizado no Brasil para produzir energia. Para que isso aconteça, o bagaço é queimado dentro de uma caldeira e gera uma grande quantidade de vapor. E você já deve imaginar o que vem a seguir: o vapor ativa uma turbina, que liga um gerador. Uma curiosidade é que a cana não é usada para gerar apenas energia – antes de virar bagaço, ela passa por processos diferentes para a produção de açúcar e álcool combustível. Essa é uma fonte bem importante de energia, já que reaproveita resíduos que antes eram descartados pelas indústrias.

Existem diversas outras fontes de energia sendo estudadas e testadas: o movimento de veículos, bicicletas e pessoas, a respiração, o suor, nossos dejetos (urina e fezes), enguias, algas, ondas sonoras e muito mais. Isso sem contar com outras fontes mais conhecidas, como o vento e a luz solar. Algumas delas podem abastecer uma cidade inteira, enquanto outras são apenas experimentais, mas poderiam ser usadas para coisas simples, como carregar um celular. O que importa é buscar alternativas para que a produção de energia elétrica tenha cada vez menos impactos no meio ambiente.

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *