Instituto TIM

Invenções da ficção que viraram reais

01/12/2016

As obras de ficção científica mostram mundos que estão bem longe de existir, com tecnologias bastante avançadas e cenários futuristas ou espaciais. Mas o que parece impossível ou muito distante para nós pode virar realidade antes mesmo do que imaginamos. É que muitos equipamentos que aparecem em obras de ficção de décadas atrás acabaram sendo realmente inventados – o que mostra que as histórias de ficção podem ser uma boa fonte de inspiração para cientistas e inventores. Quem sabe se daqui a muitos anos conseguiremos viajar no tempo, visitar outros planetas ou nos teletransportar, assim como nessas histórias? Veja só alguns exemplos de invenções que saíram da ficção e vieram parar na vida real.

Saiba como utilizar obras de ficção científica na sala de aula

Viagem à Lua

Nos livros “Da Terra à Lua” (1865) e “À Roda da Lua” (1869), Júlio Verne conta a saga de três aventureiros que fazem a primeira viagem à Lua. Eles viajam dentro de um projétil para três tripulantes lançado da Flórida (Estados Unidos) a partir de um canhão para a órbita lunar. Ao retornar para a Terra, o projétil aterrissa no oceano. A não ser pela parte do canhão, tudo isso aconteceu de verdade em 1968, quando os astronautas Frank Borman, James Lovell e William Anders orbitaram a Lua pela primeira vez no módulo de comando do foguete Saturn V.

9457381463_26ee8c6e58_z

Resgate do módulo de comando onde viajaram os astronautas que orbitaram a Lua após a aterrissagem no Oceano Pacífico.

Tablet e celular

Equipamentos parecidos com tablets – que ficaram populares no mundo todo depois do lançamento do iPad, em 2010 – apareceram na série “Jornada nas Estrelas” (1966-1969) e no filme “2001 – Uma odisseia no espaço” (1968). A série “Jornada nas Estrelas” também deu a inspiração para o norte-americano Martin Cooper criar o primeiro telefone celular, em 1973. O engenheiro contou em uma entrevista que teve a ideia para sua invenção ao assistir um episódio em que o Capitão Kirk usa um aparelho chamado comunicador, que funciona sem fio.

hansens_final_log

PADD, o equipamento parecido com o tablet que aparece na série “Jornada nas Estrelas”. Créditos da foto: Paramount Pictures/CBS Studios

Robô aspirador de pó

Em muitas lojas de eletrodomésticos é possível encontrar um robô que se move sozinho pela casa para aspirar o pó. A família Jetson tinha um robô como esse para limpar o chão de sua casa no desenho “Os Jetsons”, lançado em 1962. Quem assistiu ao desenho com certeza se lembra também do robô Rosie, que fazia todos os serviços domésticos da casa. Ainda não existe um robô como ela, mas já foram criados modelos que fazem tarefas como varrer o chão, limpar superfícies e até recolher o cocô de bichos de estimação.

640px-irobot_roomba_870_15860914940

Um dos modelos de robôs aspiradores de pó. Créditos da foto: Kārlis Dambrāns/Wikimedia Commons

Porta automática

Sabe aquelas portas que abrem sozinhas quando a gente se aproxima delas? Elas foram inventadas pelos vidraceiros Dee Horton e Lee Hewitt em 1954, nos Estados Unidos. Mas 55 anos antes, em 1899, o escritor H.G. Wells descreveu uma porta automática no livro “When the sleeper wakes” (Quando o dorminhoco acorda). É a história de um homem que dorme por mais de 200 anos e acorda em 2100, em um mundo cheio de avanços tecnológicos. Só que a porta que aparece no enredo não é de vidro, e sim parecida com uma parede.

02dd8fd7eb29aeb12384dfcc2d37bb341

As portas automáticas foram descritas pela primeira vez em um livro de 1899 do escritor H.G. Wells.

Agora é a sua vez de escrever nos comentários: quais invenções que aparecem em filmes, séries, livros e desenhos você gostaria que se tornassem realidade?

Veja mais exemplos:
Superinteressante
Zero Hora
TechTudo – G1

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *