Instituto TIM

Histórias da ciência em animações

09/02/2018

E se as histórias de grandes cientistas e inventores virassem espetáculos teatrais, com direito a toques de ação e humor? Essa é a proposta da série de animação “Mentes Brilhantes”, exibida pela TV Escola. Em cada um dos 13 episódios, gênios como Leonardo Da Vinci, Marie Curie e Isaac Newton viram protagonistas de peças de teatro para contar suas histórias, descobertas e conquistas em enredos muito criativos!

Os espetáculos são apresentados pelo divertido Barão de Münchhausen, que na vida real foi um militar alemão que contava histórias fantasiosas sobre sua vida no exército – elas foram até transformadas em fábulas no livro “As aventuras do Barão de Münchhausen”. Na animação, o Barão conta com a ajuda de sua esperta assistente Betty para conduzir os espetáculos e mostrar curiosidades científicas e históricas relacionadas à trajetória dos cientistas e inventores.

É possível assistir a todos os episódios completos no site da TV Escola por meio deste link (antes, é necessário fazer um cadastro rápido). Mas há também diversos vídeos da série no Youtube. Veja só alguns deles!

 

O Barão de Münchhausen e Betty se veem em meio a uma acirrada disputa entre dois grandes inventores: o norte-americano Thomas Edison e o sérvio Nikola Tesla. Ambos foram os protagonistas da famosa “Guerra das Correntes”, no final do século XIX, que determinou qual modelo de corrente elétrica seria usada nos Estados Unidos para distribuir a eletricidade. Enquanto Edison tentava manter seu modelo de corrente contínua, Tesla defendia o uso da corrente alternada. Quem será que ganhou essa disputa?

 

O cinema que nós conhecemos hoje começou com uma invenção dos franceses Auguste e Louis Lumiére chamada cinematógrafo. Com essa máquina, era possível gravar um vídeo, revelar o filme e projetá-lo depois. O episódio sobre os irmãos Lumière explica o funcionamento do cinematógrafo, mostra cenas dos primeiros filmes gravados e exibidos pela dupla em 1895 e ainda tem a participação de outros dois personagens que também fizeram parte da história do cinema: Thomas Edison e o cineasta francês George Méliès.

 

Há muito tempo, no século II, um cientista chinês decidiu ir além das lendas e superstições da época e estudar o fenômeno dos terremotos, que amedrontavam a população. Com isso, Zhang Heng foi o responsável por construir o primeiro sismógrafo do mundo, um equipamento que conseguia detectar tremores no solo e que foi bastante usado pelo governo chinês. Além de explicar como acontecem os terremotos, o episódio conta outros grandes feitos de Heng, como a documentação de 2,5 mil estrelas e até mesmo seu talento para escrever poemas.

 

 

Notícias relacionadas:
Dois irmãos em aventuras pela natureza
Aventuras na ciência com “O Show da Luna!”
Cientistas do Brasil viram animações

Envie um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *